ENTRE COM SEU E-MAIL

Receba novidades

Parceiros

Followers

Tecnologia do Blogger.
Globile Polonia

Fibrose uterina.

Postado por Roseane Vieira quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Fibrose uterina.

• Nomes alternativos:
• fibrose, fibromioma, leiomioma, mioma

• Definição:

• Tumores benignos,( Condição que não é maligna, recorrente, invasiva, nem progressiva. Um tumor ou massa que sejam benignos, não são cancerígenos.) formados por tecido muscular e conjuntivo que se desenvolvem dentro da parede uterina ou estão ligados a ela.

• Causas, incidências e fatores de risco:

A causa da fibrose é desconhecida. Entretanto, há sugestões de que a fibrose pode aumentar de volume com o tratamento à base de estrógeno (como os anticoncepcionais orais) ou com a gestação,( A etapa inicial da gestação, desde a concepção até as 12 semanas de gestação ou por volta de 14 semanas após o primeiro dia do último período menstrual normal.

• O crescimento desses tumores parece depender da estimulação regular de estrógeno, aparecendo muito raramente em mulheres com menos de 20 anos de idade e tendo seu tamanho reduzido após a menopausa. Enquanto a mulher com fibrose estiver menstruando, a fibrose provavelmente continuará a crescer, embora o crescimento geralmente seja bem lento. O tumor fibróide pode ser microscópico, mas também pode crescer e encher a cavidade uterina, pesando diversos quilos. A fibrose uterina é o mais comum dos tumores pélvicos, e pode estar presente em 15 a 20% das mulheres em idade fértil, e em 30 a 40% das mulheres com mais de 30 anos. A ocorrência de fibrose é 3 a 9 vezes mais freqüente em mulheres negras que em brancas.

• É possível a aparição de apenas um tumor fibróide, embora normalmente haja vários tumores, que começam como pequenas mudas que se espalham pelas paredes musculares do útero. Eles aumentam de tamanho lentamente e se tornam mais nodulares, freqüentemente entrando dentro da cavidade uterina ou crescendo para além das fronteiras do útero. Raramente, uma fibrose se pendurará em um caule grudado do lado de fora do útero. Isso é chamado de fibrose peduncular.



0 comentários

Postar um comentário


Minha lista de blogs

Páginas vistas hoje